Greve de motoristas e cobradores de ônibus em SP começa à 0h desta quarta-feira (3)

Motoristas e cobradores de ônibus em São Paulo anunciaram uma paralisação que terá início à 0h desta quarta-feira (3) e está prevista para durar 24 horas. Em resposta, a CET informou que o rodízio de veículos será suspenso durante o período da greve.

Para minimizar os impactos, a Justiça do Trabalho determinou que 100% da frota opere nos horários de pico, entre 6h e 9h e entre 16h e 19h, e que pelo menos 50% dos ônibus circulem nos demais horários. Caso não cumpram a decisão, o sindicato dos motoristas (Sindimotoristas) e o sindicato das empresas de transporte coletivo (SPUrbanuss) enfrentarão uma multa diária de R$ 100 mil.

A decisão judicial também proíbe qualquer ação que impeça a saída dos ônibus das garagens, a circulação dos veículos ou o acesso dos passageiros. As empresas de transporte são responsáveis por disponibilizar os ônibus necessários para o serviço.

Os trabalhadores reivindicam um reajuste de 3,69% para cobrir a inflação, mais 5% de aumento real e a reposição das perdas salariais decorrentes da pandemia de Covid-19.

* Com informações do G1.

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

error: Conteúdo protegido!